terça-feira, 11 de julho de 2017

BRASIL - MPF pede arquivamento de ação em que Lula era suspeito de obstruir Lava-Jato

O Ministério Público Federal vai pedir nesta terça-feira à Justiça Federal de Brasília que arquive o Procedimento Investigatório Criminal (PIC) contra o ex-presidente Lula. O petista era suspeito de atrapalhar investigações da Operação Lava-Jato a partir de uma articulação com o Senado Federal. A suspeita partiu da colaboração premiada do ex-senador Delcídio do Amaral.

De acordo com o delator, Lula o convidou para uma reunião no Instituto Lula com Renan Calheiros, então presidente do Senado, e Edison Lobão, em 2015, com o objetivo de impedir o andamento da Lava-Jato. Depois de ouvir o delator e os outros senadores envolvidos, o procurador da República Ivan Cláudio Marx avaliou "não se vislumbrar no discurso de Delcídio a existência de real tentativa de embaraço às investigações da Operação Lava-Jato".

Em depoimento ao MPF, Renan negou ter discutido nesta reunião a criação de um grupo de administração da crise, voltado a acompanhar o andamento da operação. Lobão, por sua vez, defendeu que a obstrução da Lava-Jato jamais foi levantada em qualquer reunião com Lula.

Nenhum comentário: