destaque

destaque

quarta-feira, 5 de julho de 2017

ALTO DO RODRIGUES - Procurador do município explica os "prejuízos" causados pela reprovação de dois PLs enviados a Câmara Municipal

Ainda comenta-se nos quatro cantos da cidade, o resultado da votação de dois Projetos de Lei enviados pelo prefeito Abelardo Rodrigues, que foi reprovado pela maioria dos edis (5x4), nas duas últimas sessões ordinárias do primeiro período de 2017, realizadas na quarta-feira (27). Nas ruas e nas redes socisis o povo querendo saber dos motivos que levaram a maioria dos edis a reprovarem importantes projetos que beneficiaria a população, principalmente, os mais carentes. O Procurador do município explica os "prejuizos" causados pela reprovação dos Projetos de Lei (PL) e diz que vereadores podem se "redimir do erro".

O primeiro Projeto de Lei 003/2017 que pedia autorização da Câmara Municipal para alterar a estrutura organizacional do Poder Executivo, criando novas vagas para cargos em comissão, objetivando suprir a necessidade do município de preencher o quadro de funcionários, e ainda de investir na área de cultura.

Já o PL 004/2017 solicitava do Legislativo a abertura de crédito suplementar para o recebimento de recursos do Governo Federal, dinheiro que seria utilizado  principalmente na implantação do programa de assistência social intitulado "Criança Feliz", que tem por finalidade beneficiar crianças carentes do município na faixa etária de 0 a 6 anos. Os dois Projetos foram reprovados pela maioria dos edis e, foi essa a polêmica, dos cinco votos, dois votos são de vereadores da base do governo municipal, André Guedes (PRB) e Francisco Dantas (Chico do Bode do PP). Nas redes sociais tido mundo querendo sabre os motivos pelos quais os edis votaram contra e nós fomos procurar os representantes do povo para esclarece a opinião pública.

Votaram a favor: Nixon Baracho, Zé Pedro, Zé de Zeca e Pedro Eugênio. Foram contra: André,  Chico do Bode, Renan Melo, Magnus Medeiros e João Batista.

DEFESA

Batista de Zé de Cícero  (PP) não retornou nossas ligações; Renan Melo (PSD) iria nos procurar pessoalmente e Magnus Medeiros (PP) ficou de retornar pelo WhatsApp,  mas não o fez. Chino do Bode (PP)  (PP) disse que no momenti nao ia se pronunciar. Único a emitir Nota de Esclarecimento, André Guedes teceu críticas à secretária da SEMTHAS, mas não disse os motivos que lhe levaram a votar contra os dois Projetos (confira Nota na íntegra no final dessa matéria) 

Para esclarecer aos ouvintes da rádio comunitária local, o Procurador do município Dr Iran Padilha, foi o entrevistado do programa de radio *do último sábado 01/07) "Ação & Transparencia". 

Para o Procurador do município, os vereadores naon"Quando pede um crédito suplementar, eles imaginaram, por falta justamente de conhecimento técnico, que estava pedindo crédito para o prefeito fazer o que quiser", comentou Dr Iran Padilha.

O Procurador explicou que a reprovação por parte da maioria dos vereadores, causa enorme prejuízo à população pelo motivo de impedir que o prefeito receba e aplique recursos específicos, ainda que os mesmos venham da União, caso os mesmos não constem no orçamento do município, o que neste caso justificaria a abertura de um crédito suplementar. "Foi o que aconteceu com o Criança Feliz; o dinheiro vem do Governo Federal, mas nós temos de abrir um crédito suplementar para poder usar o dinheiro como realmente o programa exige", citou Dr Iran Padilha. 

Pelas palavras do jurista, os vereadores que votaram contra poderão se redimir e votar a favor, desde que o PL volte à análise da Câmara em data oportuna.

NOTA DO VEREADOR ANDRÉ GUEDES

Nota
Dia 27 de junho de 2017. Realmente foi um dia histórico para Alto do Rodrigues, pois mostrou o tamanho da ingerência da secretária de assistência social do município, que ao invés de estar atacando os vereadores nos quais votaram contra os projetos na Câmara, que não beneficiaram em nada a população no entendimento da maioria absoluta dos vereadores, e sim beneficiaria alguns poucos interessados em colocar as "garras" no dinheiro do projeto, a senhora secretária deveria ao invés de estar falando inverdades de vereadores fazendo perguntas idiotas em redes sociais, deveria ter ido as reuniões das comissões que debatiam o projeto de tamanho interesse da senhora em questão, pois a mesma nem se quer compareceu e nem ao menos foi falar sobre o tal projeto em nenhuma comissão da câmara que o debatia.
Sendo assim, mostra o tamanho da sua incapacidade em gerir uma secretaria de tamanha importância para o município, pois não se deu o mínimo trabalho de procurar saber sobre o andamento do projeto que como a mesma diz, de "tamanha e grande importância". Sendo assim, não procurando cobrar a aprovação para depois usar de politicagem nas redes sociais. Chorar depois do leite derramado e tentar colocar culpa nos outros do desastre da sua secretaria que não vem gerindo de forma agradável ao povo.
Entendo que a secretária deveria se preocupar mais com os projetos da sua pasta que estão em calamidade ao invés de perguntar em redes sociais se os vereadores conheciam o projeto o qual debatemos estudamos e analisamos que o mesmo tinha vários pontos obscuros de onde e para onde iria o dinheiro, sendo que o mesmo falava em centro de eventos e ainda atender crianças no município coisas totalmente contraditórias, não conheço uma obra de centro de eventos que custe menos de 300 mil reais... ou seja o projeto pedia o remanejamento de um dinheiro da Secretaria de agricultura para outra secretaria ou seja um projeto sem pé cabeça. Sendo assim vimos vários erros e por isso da sua reprovação em plenário.
Mas a mesma que faz essas perguntas deveria responder a população o porque que o cartão-amigo está atrasado 4 meses?
Ai sim um projeto de sua responsabilidade que verdadeiramente está prejudicando a população mais carente do município. Deveria responder quando será o aumento de R$ 80,00 para $140,00 ?
Sem falar do aluguel social que já está entrando para o quarto mês atrasado, deixando seus usuários esses sim os mais carentes do município desesperados, pois estão sendo despejados das casas alugadas pela falta do repasse do dinheiro por parte da secretaria de assistência social.
A secretária deveria se preocupar em dizer ao povo o que fez nesses 6 meses a frente da pasta de maior importância para a cidade?
Poís como vereador fiz e estou fazendo minha parte na assistência social, fiz a festa das mães em Tabatinga e em breve colocarei na Câmara Municipal o projeto do restaurante popular entre várias outras ações.
Mesmo assim com tudo isso de errado na pasta da Secretária eu como vereador nunca fui para as redes sociais fazer essas perguntas a senhora secretária, porque entendo a situação que está hoje na gestão e no grupo ao qual fui escolhido pelo povo, que no momento está passando dificuldades.
Espero que a secretária entenda e aprenda que o plenário da Câmara Municipal é soberano e representa o povo, devendo a secretária respeitar as suas decisões e que a mesma pare de fazer politicagem barata em grupo de Whatsapp e vá procurar resolver os problemas dos programas sociais que já existem do município.
Tenho muito respeito ao senhor seu marido secretária o qual junto comigo representa o povo de nossa cidade e o mesmo sabe do porque eu não voltei no projeto.
Esclareço que nunca votei e nem irei votar contra o povo, mais sempre terei coragem de enfrentar as coisas erradas que prejudicam a população.
Desde já forte abraço do vereador que está fazendo a diferença.

Vereador

André Magela


Dr Iran Padilha explicando aos ouvintes sobre os PLs 003 e 004
Polemica na última sessão ordinária da Câmara Municipal de Alto do Rodrigues  

Nenhum comentário: