segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

ESPORTE - Brasil pode herdar ouro no vôlei em Londres-2012 por doping da Rússia

O Brasil tentará herdar a medalha de ouro do vôlei masculino de Londres-2012, diante da suspeita de que atletas da Rússia que participaram da final olímpica foram flagrados em exames antidoping. A informação foi revelada pelo ex-ponteiro da seleção Giba, hoje comentarista da TV Globo, em participação no programa "Esporte Espetacular" no domingo.

Segundo Giba, há uma denúncia de que sete jogadores da seleção russa foram flagrados em reanálises de exames antidoping. O ex-jogador da seleção, ouro em Atenas-2004 antes das duas pratas em Pequim-2008 e Londres-2012, deu a entender que as amostras foram colhidas no ano olímpico, o que poderia acarretar a perda da medalha de ouro conquistada pela Rússia após derrotar o Brasil na decisão.

Esta semana estou indo para a Suíça, na sede da Federação Internacional de Vôlei, para sentar com os departamentos de doping e jurídico para entender e ratificar os supostos problemas com doping dos russos em 2012 e trazer as respostas para o COB, então, analisar e dar entrada no pedido de punição e revisão das medalhas de Londres - explicou Giba, após o programa, em uma rede social.

Mais de quatro anos já se passaram desde a dolorosa derrota da seleção brasileira masculina de vôlei na final olímpica de Londres-2012, diante da Rússia. Depois disso, a equipe foi bastante renovada e, ainda sob o comando de Bernardinho, conseguiu subir ao topo do pódio nos Jogos do Rio-2016, no Maracanãzinho, batendo a Itália na final.

- Vejo como algo possível. Aconteceu o mesmo com a equipe de revezamento 4x100m, e o Brasil herdou a medalha - afirmou Bernardinho, referindo-se ao doping do time feminino da Rússia em Pequim-2008; a revisão dos resultados tirou o quarteto brasileiro da 4ª colocação e levou à medalha de bronze. globo.com

Nenhum comentário: