quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

ESTADO - Igarn divulga último relatório da situação volumétrica dos reservatórios do Estado

Resultado de imagem para barragem armando ribeiro
O Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn) monitora 47 reservatórios, com capacidade superior a cinco milhões de metros cúbicos, em todo o Estado do Rio Grande do Norte. O último relatório da situação volumétrica de 2016, divulgado nesta quarta-feira (28), registra redução no volume dos reservatórios por todo o Estado, apesar das boas perspectivas de chuva para o próximo ano. Dos 47 reservatórios do estado monitorados pelo Igarn, 12 já estão em volume morto, o que corresponde a 25% do total. Outros 21 estão secos, em porcentagem, 44%. Somando-se os números, 69% dos açudes estão em estado crítico.

Maior reservatório do estado, a Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, com uma capacidade de 2,4 bilhões de metros cúbicos, atualmente possui 365,57 milhões de metros cúbicos, 15,23% do seu volume total. A barragem Santa Cruz do Apodi, com capacidade total de 600 milhões de metros cúbicos, está com 115,46 milhões de metros cúbicos, 20% do seu volume total, que é de 600 milhões.  Já Barragem de Umarí, em Upanema, com capacidade total de 292,8 milhões de metros cúbicos, está com 27,76, 9,48% do seu volume.

Pelos dados atuais, o açude Zangalheiras, situado em Jardim do Seridó, deverá secar nos próximos dias. Caso as previsões climáticas não se confirmem e não exista uma recarga considerável, até dezembro de 2017 outros nove reservatórios deverão chegar ao seu volume morto.

Sobre a disponibilidade hídrica do Estado
A disponibilidade hídrica total do Rio Grande do Norte é de 4.411.787.259 metros cúbicos, em 2010 o Estado estava com 73,30% de sua capacidade hídrica, em 2011, devido ao bom período chuvoso o índice chegou a 89,52%. Nos anos posteriores, devido à estiagem os percentuais baixaram, em 2012 para 60,80%; 2013 para 42,39%; 2014 chegando a 37,39%; 2015 com 23,79%; e em 2016 com chegando a 12,75% registrados neste último relatório. politicaemfoco

Nenhum comentário: