segunda-feira, 31 de outubro de 2016

BRASIL - igrejas querem financiamento de bancos públicos para construção de templos

Resultado de imagen de pastor ladrao
Lamentavelmente parece que o Brasil, em plena era científica, cada vez mais está ficando mergulhado na superstição religiosa. E esta vai se apoderando dos espaços políticos. A aberração é tanta que chegam agora a querer que BNDES, Banco do Brasil e Caixa Econômica forneçam dinheiro para construção de templos querendo destruir a cláusula do estado laico que não apóia crenças. 

Querem ser tratados como clientes normais, ou seja como empresas. Mas não são as igrejas instituições sem fins lucrativos? Ao menos não deveriam ser instituições sem fins lucrativos? É claro que deveriam ser mas de fato não são. No Brasil a grande maioria são fábricas de milionários explorando a credulidade dos incautos. Da Folha:
Em nome da fé Líderes evangélicos pediram que o governo Temer faça a interlocução com bancos públicos e privados para que as igrejas consigam linhas de financiamento para a construção de templos. “Queremos ser tratadas como clientes comuns, sem preconceitos nem privilégios”, diz o bispo Robson Rodovalho, presidente da Confederação dos Conselhos de Pastores do Brasil e fundador da Sara Nossa Terra. Hoje, diz, quando tentam pegar empréstimos, as instituições não aceitam.
Aqui se paga A demanda de Rodovalho é que o governo ajude na articulação com os conselhos de administração dos bancos. “Ainda não se tem confiança na igreja como cliente. Apresentamos nosso patrimônio como garantia e não aceitam.”
Confessionário O bispo da Sara Nossa Terra, que tem cerca de 3 milhões de fiéis, discutiu o pleito com o presidente Michel Temer e com o ministro Henrique Meirelles (Fazenda), em julho, ainda durante o governo interino.

Nenhum comentário: