destaque

destaque

terça-feira, 7 de junho de 2016

ALTO DO RODRIGUES – Projeto idealizado pela SMS é destaque em revista nacional

O programa de descarte de medicamentos vencidos, idealizado pela secretaria municipal de saúde, ganhou destaque nas páginas da conceituada revista da área do Sistema Único de Saúde (SUS) nacional. A revista “Mostra Brasil aqui tem SUS” reúne as principais experiências de sucesso por todas as mais de cinco mil cidades do pais. Nas ações que deram certo no RN, o município de Alto do Rodrigues fica em 1º lugar. 

De acordo com a matéria, a secretaria municipal de saúde implementou em 2013, o programa de coleta de medicamentos. Confira texto publicado pela revista: O intuito é retirar das residências dos cidadãos todo e qualquer tipo de medicamento sem uso, evitando o desperdício, a automedicação e o descarte inconsequente ao meio ambiente. Ao longo da coleta, os profissionais informam sobre os perigo do uso indiscriminado e sem prescrição médica de remédios e alertam para os riscos de expor, sobretudo as crianças, à intoxicação. Outro agravante é o descarte desses componentes no lixo comum e no sistema sanitário. Os medicamentos em desuso passam por uma triagem do farmacêutico do NASF (Núcleo de Apoio à Saúde da Família): os que estão dentro do praz de validade e em boas condições de uso são armazenados, do contrário,  são encaminhados para a empresa responsável pela coleta do lixo hospitalar. Criou-se então no município um estoque de medicamentos disponível para doação. Mais de 60kg de medicamentos foram incinerados, evitando a contaminação do ambiente, e as doações geraram para o município uma economia de mais de sete mil reais. Diante do êxito da campanha, a SMS ampliou a coleta para farmácias comunitárias e UBS, iniciando assim um embrião da Farmácia Solidária.

Para a secretária da pasta, Maria Auxiliadora da Silva Sena, este reconhecimento é fruto de um trabalho dedicado de vários profissionais e mostra o empenho da secretaria municipal de saúde com as questões voltadas para a coletividade.


Nenhum comentário: