segunda-feira, 9 de maio de 2016

BRASIL - Janot denuncia Gleisi Hoffman e Paulo Bernardo ao STF

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, apresentou ao Supremo Tribunal Federal (STF) denúncia contra a senadora Gleisi Hoffman e o ex-ministro Paulo Bernardo, seu marido, por corrupção e lavagem de dinheiro. A acusação é que a campanha de Gleisi ao Senado, em 2010, teria recebido R$ 1 milhão do esquema de corrupção da Petrobras.

O ministro Teori Zavascki, relator da Lava-Jato no STF, analisará a denúncia e levará o caso para a segunda turma do tribunal, composta por cinco integrantes. Se os ministros aceitarem a denúncia, os dois serão transformados em réus. Não há data prevista para essa análise acontecer. Gleisi é uma das principais lideranças do PT no Senado e foi chefe da Casa Civil no governo da presidente Dilma Rousseff entre junho de 2011, quando Antonio Palocci deixou o cargo, e fevereiro de 2014. Ela deixou o cargo para concorrer ao governo do Paraná e ficou em terceiro lugar na disputa. Paulo Bernardo é ex-ministro do Planejamento (2005-2011) e das Comunicações (2011-2015).

Advogado da senadora e do ministro, Rodrigo Mudrovitsch afirmou à reportagem que a denúncia traz uma narrativa completamente inverossímil e não se funda em elementos sólidos de prova. "Declarações desencontradas de delatores não devem permitir a instauração de uma ação penal. Acredito que isso será reconhecido pelo STF", disse. A denúncia também envolve o empresário Ernesto Kugler Rodrigues. A participação da senadora e do ex-ministro no esquema foi apontada pelo ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa e também pelo doleiro Alberto Youssef, em suas colaborações premiadas.

Nenhum comentário: