sexta-feira, 15 de abril de 2016

MUNDO - Impeachment é liderado por políticos acusados de corrupção e há hipocrisia, diz NY Times

O mais importante dos Estados Unidos, o The New York Times, publica grande reportagem na edição desta sexta-feira em que destaca que o processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff está sendo liderado por políticos que enfrentam uma série de acusações como corrupção, fraude eleitoral e até abusos de direitos humanos. 

"O que destampa o debate nacional sobre a hipocrisia entre os líderes brasileiros", diz o texto que ressalta que a presidente não é acusada de roubar dinheiro público. "Uma raridade", diz o jornal. Com o título "Dilma Rousseff alvo no Brasil de legisladores que enfrentam seus próprios escândalos", a reportagem nota que, no processo de impeachment, a presidente brasileira "não enfrenta acusação de corrupção". "Em vez disso, ela é acusada de usar dinheiro dos gigantescos bancos públicos para cobrir lacunas no Orçamento, danificando a credibilidade econômica do Brasil". "A senhora Rousseff, então, é uma raridade entre as grandes figuras políticas: Ela não é acusada de roubar dinheiro para ela mesma", diz a reportagem do Times.

Em contraponto, a reportagem cita vários parlamentares favoráveis à saída de Dilma que enfrentam problemas nesse tema. O deputado Eduardo Cunha, por exemplo, é classificado como "o poderoso presidente da Câmara que está liderando o esforço pelo impeachment está em julgamento no Supremo Tribunal Federal sob a acusação de que embolsou US$ 40 milhões em propinas". A reportagem também lembra de acusações de corrupção que envolvem outros personagens centrais no processo, como o vice-presidente Michel Temer e Renan Calheiros. 

Nenhum comentário: