domingo, 13 de agosto de 2017

ESPORTE - Usain Bolt se lesiona no adeus às pistas

A lenda é eterna. As conquistas, ninguém apaga. O maior velocista de todos os tempos fez neste sábado, aos 30 anos, a última prova de sua carreira para entrar para a história. Infelizmente, não da forma que Usain Bolt esperava. No revezamento 4x100m do Mundial de Londres, o homem mais rápido do mundo se preparava para a derradeira arrancada quando, ao acelerar para o triunfo, foi derrotado por uma lesão muscular.

O estádio foi do êxtase ao silêncio e, então, ao frenesi. Tudo na velocidade dos melhores momentos do jamaicano. O atleta deu uma cambalhota para logo cair prostrado na pista. Não houve nem mesmo um último raio na tempestade que antes se anunciava sobre Londres.

O drama, porém, mostrou que mesmo heróis são falíveis. Ovacionado, aplaudido por quem queria vê-lo vencer, Usain Bolt não foi ao pódio, mas para o departamento médico. E, sem seguida, para o panteão ao qual já fazia parte: o dos deuses humanos.

Nenhum comentário: