destaque

destaque

quarta-feira, 5 de julho de 2017

ESTATÍSTICAS - Brasil tem um defensor de direitos humanos assassinado a cada 5 dias

O Brasil teve mais de um defensor de direitos humanos assassinado a cada cinco dias no país em 2016 e no primeiro semestre deste ano. Os dados são do Comitê Brasileiro de Defensoras e Defensores de Direitos Humanos que divulgou, nesta terça-feira (4), o dossiê "Vidas em luta: criminalização e violência contra defensoras e defensores de direitos humanos no Brasil".

No ano passado, 66 defensores de direitos humanos foram mortos no Brasil. Este ano, já foram 37 casos. O relatório, porém, acredita que os números são maiores por conta da sub-notificação. Os números são inéditos e não há base de dados de anos anteriores.

Nenhum comentário: