destaque

destaque

terça-feira, 4 de abril de 2017

ESTADO - Vereador sugere trabalho para disciplinar fornecimento de insulina

O vereador professor Francisco Carlos (PP) sugeriu que seja feita uma atualização mais aprofundada do cadastro de distribuição de insulina Lantus, em Mossoró. A ideia pretende evitar que pessoas de outras cidades, ou até mesmo que tenham condições para adquirir o medicamento, tenham acesso ao benefício destinado aos mossoroenses portadores de diabetes.

O tema foi amplamente debatido na sessão ordinária desta terça-feira, 4, na Câmara Municipal de Mossoró, após um grupo de mães de pacientes solicitarem a regularização na distribuição do medicamento. Recentemente, a Prefeitura de Mossoró adquiriu lote emergencial de insulina, e abriu processo licitatório para abastecimento ao longo do ano. “O problema, de fato, precisa ser solucionado. A Prefeitura está preocupada e a recente aquisição, de forma emergencial, mostra isso. Haverá melhoras. Mas acredito que poderia ser feita uma atualização do cadastro, para haver um melhor controle na distribuição, pois a insulina precisa ser distribuída para quem precisa”, sugeriu.

Diálogo
Em conversa com representantes das mães de portadores de diabetes, presentes à sessão, Francisco Carlos demonstrou preocupação e colocou o mandato à disposição na busca por medidas que possam corrigir possíveis falhas na distribuição dos insumos necessários ao tratamento da doença. “No ano passado estávamos na oposição e tínhamos um discurso, que continua igual, mesmo agora, na bancada da situação, porque a ideia é a mesma: ajudar a essas pessoas que dependem do tratamento e não têm condições de comprar o medicamento”, pontuou. No processo emergencial foram investidos mais de R$ 170 mil, dos quais R$  120 mil foram recursos desbloqueados pela Justiça, a pedido da Procuradoria Geral do Município (PGM).

Nenhum comentário: