quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

EDUCAÇÃO - Enem: estudante de Ceilândia descobre que não tirou nota máxima na redação

Helio Montferre/Esp. CB/D.A Press
A aluna de Ceilândia que estampou os jornais nas últimas semanas por ter tirado nota máxima na redação do Enem ficou em desespero após perder o prazo de inscrição do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), por não conseguir acessar o portal. A situação piorou quando ela foi ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e descobriu que sua nota, na realidade, é muito inferior.


O drama de Gabriela de Souza Ribeiro, de 17 anos, não é isolado. Muitos estudantes reclamaram das dificuldades em acessar o site do Sisu. No caso de Gabriela, por exemplo, o portal apontava que a senha utilizada era inválida. Ela esperava que os 1.000 pontos na redação e a média de 820 nas demais disciplinas fossem garantir uma vaga no curso de medicina da Universidade de Brasília (UnB). 


Com o fim do prazo, no domingo (29/1), ela e a mãe, a diarista Cleonice Pereira de Souza, foram até o Inep para resolver o impasse. Lá, as duas foram informadas que o número de inscrição que a aluna estava usando não existia, e que na realidade ela havia tirado 460 pontos na redação e 480 como média nas demais disciplinas.

Nenhum comentário: