destaque

destaque

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

REDES SOCIAIS - Facebook anuncia novas medidas contra notícias falsas

Facebook pretende combater com maior rigor a disseminação de notícias falsas
Após escândalos do pleito presidencial americano, neste ano de eleições gerais na Alemanha políticos exigem que informações mentirosas possam ser denunciadas e marcadas nas redes sociais, sob pena de multas pesadas. No ano das eleições gerais na Alemanha, a empresa de mídia social Facebook pretende combater com maior rigor a disseminação de notícias falsas. Como informou neste domingo (15) o executivo responsável, Guido Bülow, os usuários passarão a ter a possibilidade de denunciar uma postagem como potencial fake news.

Em seguida, os jornalistas do centro de pesquisa Correctiv apurarão os conteúdos, marcando-os como duvidosos, se esse for o caso. O procedimento nada custará para a Facebook: como entidade de utilidade pública, o Correctiv é financiado por fundações e doações.

A maior rede on-line do mundo foi alvo de duras críticas após ter sido usada para divulgar notícias falsas em massa durante a campanha presidencial nos Estados Unidos. A maioria delas era a favor do ulterior vencedor do pleito, o republicano Donald Trump. Um exemplo foi a afirmativa mentirosa de que o papa Francisca haveria prometido apoio ao magnata imobiliário. Paralelamente, divulgaram-se informações negativas sobre a candidata democrata, Hillary Clinton. Segundo os críticos, as mentiras podem ter influenciado o resultado nas urnas.

Nenhum comentário: