destaque

destaque

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

ESTADO - Força Nacional encontra três túneis na Alcaçuz. Governo diz que ninguém fugiu

Muro feito de containers é feito para separar facções no presídio de Alcaçuz, no Rio Grande do Norte
Rebelados desde o dia 14, os presos da penitenciária estadual de Alcaçuz, em Nísia Floresta, na região metropolitana de Natal, construíram três túneis para tentar fugir da unidade prisional. Segundo a Secretaria de Segurança do Rio Grande do Norte, no entanto, as tentativas não foram bem-sucedidas e todos os caminhos já foram fechados.

A descoberta dos túneis, dois encontrados no domingo e um na manhã desta segunda-feira, ocorreu em rondas periódicas feitas pela Força Nacional de Segurança e pela Polícia Militar do estado. A ação foi facilitada pela forte chuva que atingiu a região e, dado o caráter arenoso do local onde está instalado o presídio, expôs os caminhos subterrâneos aos agentes, que trabalharam para obstruí-los.

Muro
O mesmo temporal que ajudou as equipes, no entanto, também obrigou a paralisação das obras da construção de um muro, considerada como solução para o fim do conflito. Prevista para ser concluída nos próximos dias, a obra promoverá a separação das duas facções criminosas que atuam na penitenciária, o Primeiro Comando da Capital (PCC) e o Sindicato do Crime do RN. Segundo a Secretaria de Segurança, a construção será retomada ainda nesta segunda-feira.


Enquanto o novo muro não fica pronto, os presos de organizações opostas estão separados por outro tipo de bloqueio, feito com os contêineres que estão sendo utilizados na construção. Apesar dessa separação, os presos continuam fora das celas, soltos pelo pátio de Alcaçuz, controlando boa parte do presídio.

Nenhum comentário: