segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

ESPORTE - Fifa aprova a proposta da Copa do Mundo ter 48 países

A Fifa parece ter coração de mãe, onde sempre cabe mais um. Após reunião do conselho técnico da entidade, na Suíça, ficou decidido que o Mundial de 2026, ainda sem sede, terá 48 países — um inchaço de 50% de competidores. O ítalo-suíço Gianni Infantino, que assumiu a Fifa no início de 2016, sempre batalhou para aumentar o número de seleções, dando prioridade para África e Ásia. 

Para alguns dirigentes da Fifa, trata-se de uma retribuição de favores, já que esses continentes apoiaram sua candidatura. Para outros, porém, a medida atende a algumas demandas apenas comerciais. A distribuição das vagas nas Eliminatórias ainda depende de aprovação da Fifa, que deve acontecer em março, mas um acordo prévio entre as federações dividiu desta maneira: Europa (16 vagas), África (9 vagas diretas e uma na repescagem), Ásia (8 vagas diretas e uma na repescagem), América do Sul (6 vagas diretas e uma na repescagem), Américas do Norte, Central e Caribe (6 vagas diretas e uma na repescagem) e Oceania (uma vaga).


O formato da competição, que passaria a ter 40 dias de duração, ainda será discutido internamente, mas uma ideia inicial propõe uma etapa preliminar com 32 seleções, no modelo mata-mata. Os vencedores se juntariam aos 16 melhores na fase de grupos — oito com quatro países em cada, como é o atual modelo.

Nenhum comentário: