terça-feira, 6 de dezembro de 2016

BRASIL - Só este ano, o país trocou quatro chefes dos Poderes

NA PRESIDÊNCIA, SAI DILMA ROUSSEFF, ENTRA MICHEL TEMER
Acusada de cometer crime de responsabilidade por causa das pedaladas fiscais, Dilma Rousseff (PT) teve o mandato de presidente cassado pelo Senado em 31 de agosto, mas não perdeu os direitos políticos. Em seu lugar, assumiu o vice, Michel Temer (PMDB).
NA CÂMARA, SAI EDUARDO CUNHA, ENTRA RODRIGO MAIA
Após o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) ter o mandato cassado por ter mentido ao Conselho de Ética, a presidência chegou a ser ocupada por Waldir Maranhão (PP-MA), mas não por muito tempo. Em julho, Rodrigo Maia (DEM-RJ) ganhou a eleição para o mandato-tampão no comando da Casa.
NO STF, SAI LEWANDOWSKI, ENTRA CÁRMEN LÚCIA
Esta foi a única mudança considerada natural. Terminou em setembro o mandato de RIcardo Lewandowski como presidente do Supremo Tribunal Federal. A regra previa que Cármen Lúcia seria a próxima a assumir a Corte
NO SENADO, SAI RENAN CALHEIROS, ENTRA JORGE VIANA
Em dezembro, Renan Calheiros (PMDB-AL) foi afastado da Presidência do Senado após o ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), acatar pedido da Rede Sustentabilidade, que alegou que réus não podem estar na linha sucessória da Presidência da República. Assumiu o vice, senador Jorge Viana (PT-AC).


Nenhum comentário: