destaque

destaque

terça-feira, 4 de outubro de 2016

MUNDO - Britânico pode ser a 1ª pessoa curada do HIV com remédios

O novo tratamento consiste em uma vacina para ajudar o corpo a reconhecer as células infectadas com o HIV
Um homem de 44 anos na Inglaterra é possivelmente a primeira pessoa na história a ser curada do HIV com remédios. Cientistas trabalhando em uma nova terapia experimental dizem que o vírus está agora completamente indetectável no sangue dele. A informação é do site ‘Gizmodo’. O paciente não foi identificado, apenas se sabe que se trata de um assistente social em Londres. Ele está cautelosamente entusiasmado com os resultados.

Uma equipe de cinco universidades do Reino Unido está atualmente conduzindo testes em 50 pessoas. Mark Samuels, diretor do laboratório britânico NOCRI, disse ao ‘Sunday Times': “Estamos explorando a possibilidade real de cura do HIV. Este é um desafio enorme e ainda é cedo, mas o progresso tem sido notável”.

Atualmente, as terapias antirretrovirais podem ter como alvo as células-T ativas que estão infectadas com o HIV, mas não conseguem tratar as células-T dormentes. Isto significa que os órgãos dos pacientes continuam a reproduzir o vírus. “Esta terapia é projetada especificamente para limpar o corpo de todo o HIV, incluindo as células dormentes”, disse Sarah Fidler, médica consultora do Imperial College London, ao ‘Sunday Times’.

Agindo em duas fases, o novo tratamento consiste em uma vacina para ajudar o corpo a reconhecer as células infectadas com o HIV, e uma droga chamada Vorinostat que ativa as células-T dormentes. Este método poderia dar ao sistema imunológico do paciente as ferramentas de que ele tanto necessita.

Outros procedimentos conseguiram remover o HIV de humanos com sucesso inicial, porém o vírus retornou. Após dois anos, um bebê “curado” voltou a ter níveis detectáveis. Dois pacientes que receberam transplantes de medula óssea não mostraram níveis mensuráveis de vírus por vários meses, mas ele acabou retornando.

Timothy Ray Brown é considerado o primeiro homem curado do HIV, mas recebeu um tratamento difícil de replicar: um transplante de medula óssea com uma mutação genética especial que o torna quase invulnerável ao vírus.

Nenhum comentário: