destaque

destaque

quarta-feira, 1 de junho de 2016

SAÚDE - Alimentos devem ter advertência no rótulo para alérgicos a partir de julho

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) decidiu nesta quarta-feira (1º) manter o prazo para que a indústria de alimentos e bebidas tenha que informar, nos rótulos dos produtos, a presença de ingredientes que possam causar alergias. A norma que prevê a advertência nos rótulos foi aprovada pela agência em junho do ano passado e está prevista para entrar em vigor no dia 3 de julho deste ano.

O pedido de adiamento era feito por representantes da indústria a pouco menos de 40 dias para o fim do prazo que as obrigaria a fazer a alteração nos rótulos. Cerca de 35 associações de empresas enviaram pedidos para prorrogar o prazo por até mais um ano e seis meses, de acordo com a Anvisa. A indústria alegava que o prazo inicial, de um ano, havia sido insuficiente para adequação das embalagens dos produtos. Segundo a resolução, todas as embalagens de alimentos e bebidas deverão exibir o alerta “alérgicos: contém…” em letras maiúsculas e em negrito logo após a lista de ingredientes, ao lado do já conhecido “contém glúten”.

Leite, ovos, trigo, peixe, crustáceos, soja, diferentes tipos de castanha e látex natural -alguns dos ingredientes mais relacionados a alergias alimentares- devem ser informados nos rótulos. Antes, a crítica era que a presença destes componentes não era divulgada ou que eles eram informados com nomes técnicos. A decisão pela manutenção do prazo ocorreu por unanimidade, após reunião da diretoria colegiada da agência nesta quarta. Para o diretor Renato Porto, relator da proposta, a adoção de etiquetas para serem inseridas em cima dos rótulos originais é uma solução que pode ser adotada pela indústria até a alteração completa das embalagens.

Nenhum comentário: