quinta-feira, 14 de abril de 2016

BRASIL - AGU entra com ação no STF para tentar barrar impeachment

A AGU (Advocacia-geral da União) entrou com uma ação no STF (Supremo Tribunal Federal) pedindo a nulidade dos atos do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff em curso na Câmara. O advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, vai conceder entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira (14) para apontar os principais argumentos que o governo apresentará ao Supremo.

Cardozo disse à Folha que essa ação trata do "vício do procedimento" do impeachment, alegando cerceamento de defesa e ampliação do objeto. Por isso, ele pedirá a anulação do processo. Para o governo, discutiu-se "fatos estranhos" ao processo, como a delação do senador Delcídio do Amaral (sem partido-MS) e a Operação Lava Jato que, segundo a defesa, não poderiam ser tratados no pedido de impedimento tal qual ele foi apresentado. Entre os auxiliares da presidente Dilma há quem tema uma resposta negativa do STF, o que poderia influenciar a votação no plenário da Câmara, marcada para domingo (17). Mesmo assim, o governo não descarta entrar com outras ações nos próximos dias no Supremo.

BRASILIA, DF, BRASIL, 04-11-2015, 20h00: O ministro da Justica, Jose Eduardo Cardozo, durante entrevista exclusiva em seu gabinete, no Ministerio da Justica. (Foto: Ed Ferreira/Folhapress, PODER) ***ESPECIAL*** ***EXCLUSIVO***
O advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo 

Nenhum comentário: