destaque

destaque

sábado, 19 de setembro de 2015

BRASIL - Estudante fica preso por alguns minutos na tirolesa do Rock in Rio

RIO DE JANEIRO/RJ BRASIL. 19/09/2015 - Filipe Cabral, 23, estudante de Minas geraisGaroto fica parado e foi resgatado da Tirolesa no Segundo dia do festival Rock in Rio.(foto: Zanone Fraissat/FOLHAPRESS, ILUSTRADA)***EXCLUSIVO***
A máxima gravitacional "tudo o que sobe tem de descer" demorou um pouco mais para o estudante Filipe Cabral, 23. Ele foi um dos que se aventurou na tirolesa, um dos brinquedos da Cidade do Rock, onde acontecem os shows do Rock in Rio. Parou no meio do caminho: o mecanismo que o mantinha suspenso no ar travou, e Felipe ficou pendurado por alguns minutos até ser resgatado pela equipe da atração. O estudante levou na esportiva: "Podia ter parado na frente do palco, né?".

Incidentes como o dele não são inéditos, diz Chico Santos, responsável pela atração. "É normal. Se tem muito vento, a pessoa é muito leve, acontece." A atração é uma das mais concorridas.

Neste sábado (19), segundo dia de Rock in Rio, o agendamento para atravessar a Cidade do Rock suspenso por uma corda se esgotou em 40 minutos, segundo a organização. São cerca de 1.000 viagens diárias.

ESTADO - Golfinho encontrado encalhado em praia de Grossos já foi reintegrado ao mar

O golfinho que foi encontrado encalhado por volta das 7h30 da manhã deste sábado, 19, na praia de Alagamar, em Grossos, já foi reintegrado ao mar pela equipe do Projeto de Pesquisa e Monitoramento de Animais Marinhos da Bacia Potiguar.

De acordo com o coordenador geral do projeto Cetáceos da Costa Branca da Universidade do Estado Rio Grande do Norte (UERN), Flávio Lima, o animal apresentava pequenas escoriações e arranhões. A reintegração dele foi feita após avaliação médica e solto no mar com uso de uma jangada após uns bancos de areia na praia.

“Por volta das 7h30 desta manhã alguns populares encontraram o golfinho encalhado e acionou nossa equipe de resgate para averiguar a situação. O animal apresentava algumas escoriações e pequenos arranhões e após uma avaliação médica nós o reintegramos ao mar”. Flávio Lima informou que a área em que o golfinho foi solto estará sendo monitorado durante todo este sábado e neste domingo para o caso de alguma necessidade.

Sobre as duas tartarugas encontradas mortas também neste sábado na praia de Pernambuquinho, também em Grossos, Flávio Lima disse que uma equipe do projeto se deslocou para lá após o atendimento ao golfinho para fazer o registro e os procedimentos. Um vídeo publicado pelo blog A Voz de Areia Branca mostra o trabalho dos populares para manter o golfinho dentro da água.
Foto: A Voz de Areia Branca

G1RN - PM é morto a tiros na frente da mulher em cidade da Grande Natal

Soldado Márcio Costa foi executado nesta sexta (18), em Parnamirim (Foto: Divulgação/PM)

Um soldado da Polícia Militar do Rio Grande do Norte foi morto a tiros na noite desta sexta-feira (18), em Parnamirim, cidade da Grande Natal. Márcio de Souza Costa, de 38 anos, tinha acabado de deixar os dois filhos na casa de uma amiga da família na rua Parque dos Igarapés, bairro Nova Esperança. Na saída, foi baleado na frente da mulher por dois homens em uma moto. A mulher não foi atingida por nenhum disparo.

As imagens das câmeras de segurança dos vizinhos mostram toda a ação criminosa. O policial e a mulher estavam dentro do carro quando dois homens chegaram em uma moto. Enquanto um deles desce com a arma em punho, o outro abre a porta do carro. O policial Costa sai do carro e tenta tomar a arma do bandido, que dispara cinco vezes. Após o crime, a dupla foge na moto.

A mulher do policial acionou a PM. Márcio Costa ainda foi socorrido em um carro da Polícia Civil, mas morreu a caminho do pronto-socorro.

Policiais da Delegacia de Homicídios fizeram a perícia no corpo do soldado. Segundo o Instituto Técnico e Científico de Polícia (Itep), o policial foi atingido por 5 tiros: dois no pescoço, um no rosto e dois no queixo. A Polícia Militar fez buscas pela dupla na região, mas até agora ninguém foi preso.

De acordo com a PM, Márcio Costa era evangélico e deixa a mulher e dois filhos pequenos, um de 8 e outro de 9 anos. "É um sentimento de revolta da gente ver todo dia nesse país policiais militares caindo. Caindo por bandidos que com certeza já devem ter uma ficha longa, e com certeza já estão soltos na rua, matando cidadãos de bem", disse Luiz Antônio Soares, sogro do policial.

Márcio Costa trabalhava na companhia de policiamento de guardas na penitenciária de Alcaçuz, em Nísia Floresta. Segundo o supervisor de policiamento metropolitano, major Fábio Araújo, o soldado não tinha nenhuma punição disciplinar desde que inicou a carreira na polícia. "Infelizmente essa violência faz mais um policial vítima. Nós estamos bastante consternados com a situação e vamos correr atrás. Infelizmente não vamos trazer a vida dele de volta, mas a justiça nós vamos tentar fazer: capturar os meliantes", reforçou.

A família do policial ainda não confirmou local de velório e horário de sepultamento de Márcio Costa.